segunda-feira, 22 de fevereiro de 2016

Poemas na Revista Parênteses

Dia 19 de Fevereiro cinco poemas de minha autoria saíram na belíssima Revista Parênteses.






1- "Que o meu sonho nunca assombre você" para Billie Holiday (uma conversa com a famosa canção húngara do suicídio "Gloomy Sunday").   
                           
2- "O Canto da Sereia Morta" para Clara Nunes (com uma versão em francês de Ramon Lv Diaz "le chant de la sirène morts") 

3- "Recado circense para Nanã" extraído do meu livro Arame Farpado (uma conversa com a canção "Canto para minha Morte" de Raul Seixas).  
                                           
4- "Cidade dos Sonhos" extraído do meu livro Arame Farpado.

4- "Ode ao Rancor"







Um comentário:

  1. aloha aku ia oukou, i ka ike oukou hoʻolako i ka loa kiʻi, a me hopefully pono

    ResponderExcluir